Notícias

Câncer uterino em ascensão em mulheres negras.

O câncer de útero está em ascensão entre todas as mulheres, mas as #mulheresnegras não só viram maiores ganhos nos diagnósticos, mas também um aumento na taxa de morte da doença, de acordo com a NBC News.

Não obstante o fato de que o estudo de caso e a pesquisa foram baseados em mulheres negras nos EUA. Isso não isenta as mulheres negras de outros países como o Brasil, pois um dos pesquisadores sugere que poderia ser genético com as mulheres negras em geral.

Em seu relatório semanal, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) disseram que o aumento é em grande parte para um maior número de Americanos que sofrem de obesidade.

“Há muitos fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de útero”, disse o Dr. Joseph Davis, um ginecologista e diretor médico do Cayman Fertility Center, à NBC News.

Pessoas com aumento dos níveis de estrogênio correm um risco maior de desenvolver câncer uterino, de acordo com o relatório, “mas também há fatores sociais que contribuem para esse aumento, como diabetes e obesidade que se tornaram cada vez mais comuns com a introdução de alimentos processados. nossa dieta ”, disse Davis.

Pesquisadores afirmam que a taxa de novos casos de câncer aumentou 0,7% de 1999 a 2015 e as taxas de mortalidade aumentaram 1,1% ao ano de 1999 a 2016. As taxas de mortalidade foram duas vezes mais altas para as mulheres negras do que para as brancas.

De acordo com o CDC, o câncer uterino é o quarto câncer mais comum e o sétimo mais letal para mulheres nos EUA.

“Não há dúvida de que a incidência e a mortalidade do câncer de útero, especificamente o câncer de endométrio, são mais altas em mulheres Afro-Americanas”, disse o oncologista e diretor do O’Neal Comprehensive Cancer Center do Alabama em Birmingham Dr. Michael Birrer.

“A razão pela qual não é totalmente entendida. Uma razão poderia ser genética. Outra é o acesso aos cuidados de saúde. Populações de pacientes negros que são pobres ou de comunidades rurais podem não ter acesso igual ao atendimento. Quando os tumores são finalmente identificados, a doença pode já ter se espalhado ”, acrescentou.

O CDC disse que as mulheres devem ser mais ativas fisicamente e manter um peso saudável para reduzir o risco de câncer uterino.

Sem comentários