Notícias

Quem foi Mestre Bimba? O 119º aniversário do fundador da Capoeira é comemorado com o Google Doodle

Uma mistura de artes marciais, acrobacia, dança e música, a capoeira é praticada no Brasil há centenas de anos.

O Doodle de hoje celebra Manuel dos Reis Machado, ou Mestre Bimba, o mestre que legitimou a capoeira e fundou a primeira escola do mundo para ensinar este estilo de artes marciais de “dança / luta”.

Mestre Bimba nasceu em Salvador, capital da Bahia, neste dia de 1899 como o mais jovem de 25 filhos e filho de um batuque campeão, outro jogo de luta brasileiro.

Seus pais o chamavam de Manuel dos Reis Machado, mas todos o chamavam de Bimba.


Ele trabalhou em vários biscates – estivador, carpinteiro e minerador de carvão – antes de dedicar sua vida à sua verdadeira paixão pela capoeira.

Desenvolvida por ex-escravos, a capoeira foi proibida pelo governo brasileiro por muitos anos e qualquer um pego praticando seria preso, torturado e mutilado pela polícia.

Portanto, foi praticado apenas em segredo.

“Naquela época, quando se falava em capoeira, era em sussurros”, lembra Bimba. “Aqueles que aprenderam capoeira só pensaram em se tornar criminosos.”

Os ex-escravos usavam a capoeira de maneiras não convencionais – os senhores da guerra e os criminosos usavam os capoeiristas como assassinos e guarda-costas.

Como o estudo das artes marciais foi proibido por lei, a música foi adicionada para disfarçar as poderosas técnicas de luta como movimentos de dança.

Desenvolvendo seu próprio estilo, conhecido como capoeira regional, Mestre Bimba instituiu um rigoroso conjunto de regras e um código de vestimenta.

Em 1928 foi convidado a demonstrar seu estilo de capoeira para Getúlio Vargas, então presidente do Brasil.

O Presidente ficou tão impressionado que deu permissão a Mestre Bimba para abrir a primeira escola de capoeira em sua cidade natal, Salvador, dando a essa arte marcial única um novo senso de legitimidade.

Hoje a capoeira é uma das maiores exportações do Brasil. Nos anos 1970, os “mestres” da arte – ou mestres – começaram a emigrar e a ensinar em outros países.

Uma grande parte da arte é ser capaz de falar português, então os discípulos fazem um grande esforço para aprender a língua.

O aspecto de luta e artes marciais da capoeira pode ser mascarado dentro da graça e beleza da música e da dança – mas ainda está lá e os especialistas podem disfarçar ataques violentos como um gesto amigável.

Na cultura moderna, a capoeira é destaque em muitos filmes, videogames e programas de TV.

Até Harry Potter e o Cálice de Fogo têm algumas cenas de capoeira, assim como Meet the Fockers.

Isso inevitavelmente aparece em muitos videogames. Street Fighter tem seu próprio capoeirista chamado Elena e Pokemon Hilltop é parcialmente baseado no estilo de luta.

E no World of Warcraft, a animação de dança racial do troll masculino inclui movimentos baseados na capoeira.

Mais recentemente, as jovens sírias do campo de refugiados de Zaatari, na Jordânia, chegaram às finais do desafio “Girl Rising”, que envolve a capoeira.

As meninas disseram que “a capoeira traz a bravura em todos” e dá às mulheres a chance de desfrutar de movimentos mais criativos e livres.

Especialistas também disseram que a capoeira pode ajudar a curar traumas, liberar emoções negativas e construir pontes.

Em termos de técnica, a capoeira é rápida e versátil.

O estilo enfatiza o uso da parte inferior do corpo para chutar, varrer e abaixar e a parte superior do corpo para auxiliar esses movimentos e ocasionalmente atacar também.

O movimento “ginga” (para frente e para trás) é o movimento fundamental na capoeira, importante tanto para propósitos de ataque quanto de defesa.

Tem dois objetivos principais. Uma delas é manter o capoeirista em constante movimento, impedindo-o de ser um alvo fácil e tranqüilo.

O outro, usando também falsificações e fintas, é enganar, enganar, enganar o adversário, deixando-o aberto para um ataque ou contra-ataque.
Mesmo que a capoeira pareça dançar, na verdade é uma forma de arte marcial mortal (Imagem: Marcelo Sayao / EPA-EFE)

A defesa é baseada no princípio da não-resistência, o que significa evitar e atacar usando movimentos evasivos em vez de bloqueá-lo.

As evasivas são chamadas de esquivas, que dependem da direção do ataque e da intenção do defensor, e podem ser feitas em pé ou com a mão apoiada no chão.

Uma série de rolos e acrobacias, como rodas de carroça, permite ao capoeirista superar rapidamente uma queda ou uma perda de equilíbrio, e posicionar-se em torno do agressor para se preparar para um ataque.

É essa combinação de ataques, defesa e mobilidade que dá à capoeira sua percepção de “fluidez” e estilo de coreografia.

Em 2014 a capoeira foi reconhecida como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO, que a saudou como uma das manifestações populares mais expressivas da cultura brasileira.

Feliz Aniversário, Mestre Bimba!

Google Doodles

Sem comentários